Início > Não categorizado > ITPro–abra sua mente a uma nova maneira de enxergar infra estrutura de TI

ITPro–abra sua mente a uma nova maneira de enxergar infra estrutura de TI

Saudações,

Antes de qualquer coisa, espero que todos os leitores deste blog tenham tido um excelente início de 2016 e que o decorrer dele venha com muito sucesso e realizações!

Depois de uma pausa nos posts, voltamos com as baterias carregadas para compartilhar o máximo possível e ajudar a comunidade técnica.

Nos dias 19 e 20 de janeiro estive no evento Microsoft Cloud Roadshow, onde tivemos conteúdos diversos sobre infra estrutura, virtualização e principalmente muito cloud computing. E justamente nesses dois dias saí com uma nova visão do futuro do profissional de infra no mercado de TI…cada vez mais, os cliques com o mouse irão diminuir e ao contrário do que se imaginava a menos de 5 anos atrás, você só estará em dia com as novas demandas do mercado se for especializado em ferramentas de script…no nosso caso PowerShell.

Apenas para exemplificar, na última sessão do evento, o Vinícius Apolinário perguntou quem já tinha conhecimento aprofundado em infraestrutura como código…praticamente ninguém ergueu a mão…e eu me incluo nessa. O conselho dado foi se aprofundar no estudo de Infra estrutura como código, ou seja, automatização de tarefas e implementação de servidores/ambientes via PowerShell DSC (Desired State Configuration).

Dessa forma, vc vai se preocupar muito mais com o workload de um servidor, do que com toda a parte de deployment a qual estamos sujeitos no momento em que se decide usar e implementar o Windows Server de forma completa, com interface gráfica.

Uma curiosidade que nos foi exposta pelo pessoal da Microsoft foi justamente a mudança de pensamento que entrou em vigor já no momento em que a infra do Microsoft Azure foi criada. Pode ser meio óbvio pra você e até mesmo algo sem nexo, mas, os Program Managers, ao começar os trabalhos de idealização da infra estrutura de cloud da empresa, verificaram que, um Windows Server em modo gráfico demora muito a instalar e gasta uma parte significativa de storage e performance de um equipamento.

Mais uma vez, parece algo óbvio e tardio da parte deles, mas, esse pensamento foi fundamental para o sucesso do Azure hoje. Uma estrutura de cloud no padrão IaaS em que você tem a responsabilidade sobre seus servidores poderá, um dia, ter a necessidade de um aumento na mesma, sendo que, esse aumento precisa ser dinâmico. Para quem trabalha com plafatorma e suas aplicações começam a requerer mais performance e a escalabilidade é lenta, seu negócio e resposta ao cliente tendem a serem lentas também.

Dessa forma, e muito rapidamente, servidores sem interface gráfica serão o padrão dos próximos anos.

A partir do Windows Server 2016 (hoje do Technical Preview 4), o conceito de Containers será fortemente usado para criação de infra estruturas de aplicação. Para isso, juntamente com o Windows Server, virá uma instalação própria a esse conceito chamada Nano Server.

Com Nano Server, você pode montar um servidor IIS para suas aplicações em poucos minutos a partir de uma linha de comando Power Shell. Usando também o Power Shell Desired State Configuration, você poderá otimizar a montagem de sua infra estrutura de acordo com a necessidade do momento.

Na minha página pessoal do facebook (http://facebook.com/usouzajr) tenho postado diversos links sobre Nano Server com muita informação relevante sobre o tema.

Abaixo vou deixar uns links sobre Nano Server, PowerShell DSC e containers para que vocês possam examinar, estudar e montar seus laboratórios:

1. Diversos Videos sobre Nano Server – https://channel9.msdn.com/Search?term=Nano%20Server#ch9Search

2. Getting Started with Nano Server – https://technet.microsoft.com/en-us/library/mt126167.aspx

3. Diversos videos sobre Containers – https://channel9.msdn.com/Search?term=Containers#ch9Search

4. Sobre PowerShell DSC – https://technet.microsoft.com/pt-br/library/Dn249912.aspx

5. Videos de PowerShell DSC – https://channel9.msdn.com/Search?term=PowerShell%20DSC#ch9Search

6. Neste link, um post do MTAC Gustavo Montesdioca sobre o evento Microsoft Cloud Roadshow e os links das palestras para quem não esteve lá – http://www.gm9.com.br/2016/01/22/perdeu-o-cloud-roadshow-sao-paulo-veja-como-assistir-e-saiba-como-foi/

7. Outro link para um post sensacional do MTAC Gustavo Montesdioca onde fala das novas competências dos profissionais de Infra – http://www.gm9.com.br/2015/11/17/quais-sao-as-novas-competencias-dos-profissionais-de-ti/

E ainda sobre containers, o link abaixo traz uma apresentação do Fábio Hara no evento ocorrido esse ano sobre Windows Server vNext:

https://channel9.msdn.com/Blogs/TechNet-Series/Windows-Server-vNext

Eu não ia começar o ano escrevendo aqui, mas, após assistir o evento dos dias 19 e 20 de janeiro deste ano, achei muito importante partilhar esse conteúdo com vocês. A vida e o cotidiano do ITPro vai mudar de forma sensível e temos que nos preparar para isto.

Nos próximos dias, vai ao ar um post em inglês que estou escrevendo para o portal FastVue.co sobre configuração de Kerberos Constrained Delegation para infra de servidores Web Application Proxy.

Espero que o conteúdo seja útil e possa criar em vc novos conceitos do nosso dia a dia.

Um abraço

Uilson

Categorias:Não categorizado
  1. Tony Jefferson
    26 de janeiro de 2016 às 10:50

    Uilson,

    Excelente artigo, muito informação interessante e importante, muito obrigado por compartilhar, parabéns mesmo!!!

    • 26 de janeiro de 2016 às 10:51

      Obrigado Tony! Continue participando do blog! Um abraço

  2. Marcos
    28 de janeiro de 2016 às 14:37

    Poxa mal comecei a aprender o server 2012 R2, ja estamos entrando em Server 2016 e quiça com linha de comando, não podemos esquecer do Server Core, claro! Mas seu post foi super bacana cara, o Rafael Bernardes postou um Vlog no Youtube falando justamente sobre isso…Valew pela dica..

    • 28 de janeiro de 2016 às 15:27

      É meu caro Marcos…as coisas estão voando…rs..rs…a idéia do Nano Server é ter uma simplicidade e eficiência maiores ainda que o Server Core e isso será muito importante, principalmente na questão de custos com storage além dos tempos de implementação de infra estruturas que vão cair sensivelmente.
      O Rafael estava no mesmo evento comigo…talvez tenhamos tido a mesma idéia, mas, propagando por meios diferentes…rs
      Um abraço e muito obrigado por sua participação! Espero vê-lo por aqui de novo e também na minha página do Facebook – facebook.com/usouzajr

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: